Gestão de fornecedores: por que é tão importante?

O departamento de compras assume um papel importante no que se refere à garantia da satisfação do cliente. Uma vez que o supermercado consegue ter controle sobre preços e manter a qualidade do produto, tende a conquistar o consumidor e a ganhar vantagem competitiva no mercado. Para alcançar esses benefícios, entretanto, é indispensável observar a adequada gestão de fornecedores.

Pensando na importância do tema, elencamos alguns esclarecimentos sobre o assunto, além de dicas para que você saiba como gerenciar fornecedores de maneira eficiente. Confira!

Por que a gestão de fornecedores é tão importante?

A gestão de fornecedores é uma das principais atividades do departamento de compras e tem como objetivo garantir o bom funcionamento de toda a empresa. Trata-se do processo de estudo, seleção e acompanhamento das etapas relativas à aquisição de produtos.

Por meio da avaliação sobre custos, confiabilidade na entrega e qualidade da mercadoria, o gestor busca administrar melhor os recursos cedidos para a empresa fornecedora e avaliar oportunidades para garantir o custo-benefício.

Esse gerenciamento adequado das compras também atribui à organização maior controle sobre finanças, estoque e atendimento ao cliente. Contribui, ainda, para o bom andamento do processo de vendas no estabelecimento.

Quais os impactos de uma gestão eficiente de fornecedores?

A gestão de fornecedores, quando realizada de maneira eficiente, pode trazer inúmeros benefícios à empresa. Confira alguns deles!

Redução de custos

A possibilidade de economia para a empresa é sempre bem-vinda. Para identificar oportunidades e reduzir custos, entretanto, é necessário realizar uma criteriosa análise sobre o setor de compras.

O gerenciamento de fornecedores, nesse sentido, auxilia na observação de falhas e na adoção de medidas preventivas que evitam gastos desnecessários.

A compra de produtos de baixa qualidade pelo supermercado, por exemplo, pode custar caro. Isso porque é o próprio empreendimento que responderá pelo produto insatisfatório ou até mesmo prejudicial ao cliente.

Aumento do poder de negociação

A diversificação e a qualidade dos fornecedores podem contribuir de maneira significativa para o aumento do poder de negociação da empresa.

O supermercado, a partir do momento que conta com opções diferentes para a compra de produtos, poderá confrontar valores e promover concorrência para o menor preço. Essa medida reverte inúmeras vantagens à instituição diante do mercado consumidor.

Aumento do valor agregado no produto

A análise sobre a qualidade dos produtos oferecidos pela fornecedora é determinante para aumentar o valor agregado no produto e elevar a credibilidade do supermercado diante do consumidor.

Nesse sentido, o gerenciamento da compra assume um papel fundamental na organização. Isso porque, por meio da verificação das melhores opções, é possível tomar medidas para manter a confiabilidade do negócio.

Como fazer uma boa gestão de fornecedores?

Abaixo, confira algumas práticas que podem ajudá-lo a fazer uma boa gestão de fornecedores.

Identifique os objetivos da empresa

Independentemente do cargo exercido, é importante que cada colaborador esteja alinhado aos objetivos do supermercado enquanto instituição.

Isso porque, além de atribuir maior coesão ao trabalho das equipes, reconhecer as metas do negócio permite tomar decisões mais acertadas.

Para fazer uma boa gestão de fornecedores, portanto, reconheça pelo que a organização preza. Dessa forma, será possível elaborar um planejamento sólido e fazer um controle sobre as compras de acordo com a vontade da empresa.

Selecione os fornecedores

Para que a organização consiga manter um processo de vendas satisfatório, é indispensável contar com uma variedade de mercadorias. Para que isso ocorra, entretanto, é necessário selecionar fornecedores com competência técnica e produtiva.

Vale, nesse sentido, avaliar se a empresa que cede produtos cumpre prazos estabelecidos para entrega, se conta com bons preços e se é comprometida com a qualidade.

Organize os processos

Além de definir metas e objetivos, é necessário organizar os processos de maneira a tornar efetivo o que foi planejado. Sendo assim, ordene cada etapa, desde a renovação de contratos com a empresa até os prazos para a compra de suprimentos.

Dessa forma, o gerenciamento sobre o fornecimento de mercadorias será cada vez mais aprimorado e trará melhores resultados. Vale também, nesse sentido, adotar softwares de gerenciamento que viabilizem o acesso aos dados e tornem mais prático o fluxo de informações dentro do setor.

Cultive um bom relacionamento com o fornecedor

Outra dica valiosa para uma boa gestão do mercado é manter um relacionamento saudável com os fornecedores. Cultivar uma relação profissional e respeitosa com as empresas contratadas pode ajudar muito nas negociações e na formação de parcerias.

Dessa forma, torna-se mais fácil conseguir benefícios em serviços oferecidos e, inclusive, descontos sobre a compra de produtos em grandes quantidades.

Adotar uma postura harmoniosa e ser visto como bom pagador diante da instituição é, portanto, uma chance de adaptar uma relação contratual de maneira vantajosa para ambas as partes.

Use a tecnologia a seu favor

O avanço das tecnologias significou, para todos os setores sociais, oportunidade de automatizar tarefas. Os benefícios agregados pelo bom uso das ferramentas tecnológicas são incontáveis: soluções integradas, controle sobre atividades e efetivo acompanhamento dos processos.

Por meio de softwares de gestão, é possível acompanhar o desempenho com a base dos fornecedores e controlar informações do setor de maneira mais ágil, segura e confiável.

Também, por intermédio de ferramentas tecnológicas, é possível criar ordens de pedidos e acompanhar compras, garantindo a racionalização e a otimização no que se refere à aquisição de mercadorias.

Conheça os custos da cadeia de suprimentos

Uma boa gestão de fornecedores pressupõe conhecimento aprofundado acerca da cadeia de suprimentos. É preciso ter noção exata dos custos e de todos os valores envolvidos, desde o transporte de mercadorias até a manutenção do estoque.

Essa prática permite que o gestor avalie de maneira mais criteriosa os fornecedores e, dessa forma, tome decisões mais acertadas.

Isso porque será levado em consideração não só o preço cobrado pela instituição contratada, mas diversos fatores que refletem na satisfação do cliente do supermercado. Afinal, o valor do produto vale tanto quanto o serviço de qualidade e o prazo de entrega adequado.

A gestão de fornecedores impacta de maneira significativa o sucesso da empresa. Isso porque o controle sobre os preços, a garantia da qualidade do produto e a diversidade de mercadorias ofertadas interferem na própria percepção do cliente sobre a credibilidade e a confiabilidade do estabelecimento. Isso cria um ambiente propício para o desenvolvimento da instituição no mercado consumidor.

E então? Gostou das nossas dicas? Complete a leitura e descubra como aumentar o ticket médio do supermercado!

Por Pricefy via Varejo ESPM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *